Como Abrir e Gerir Uma Ong

Como Abrir e Gerir Uma Ong
Michele Bastos - 22/01/2018

Gerir uma ONG não é nada fácil. Existe muita burocracia, além de exigir conhecimentos legais e financeiros para suportar toda a organização. Nesse artigo lhe daremos toda a informação para que possa gerir uma ONG com sucesso. Confira!

Uma ONG é uma Organização Não Governamental, a qual é criada tendo como base a solidariedade, que se encontra presente em todas as relações. Essas organizações aspiram a uma melhoria comunitária, entre outros objetivos, como a luta pela democracia ou a defesa de direitos (humanos, animais, crianças, entre muitos outros).

As Organizações não governamentais, mais comumente designadas por ONGs, não tem fins lucrativos, e são associações da sociedade civil. Estas ONGs, apesar de não ter fins lucrativos, luta por desenvolver diversas ações que têm como intuito a melhoria de uma determinada causa.

As ONGs são criadas por um grupo de pessoas que, numa fase inicial, traçam os objetivos primórdios da organização e depois formam uma comissão para redigir o estatuto social.

Esse estatuto social necessita de aprovação, que depois de conferida, permite a eleição do Presidente da ONG, o qual ficará no comando da entidade. Assim que o pleito tiver sido realizado, a possa da diretoria é oficializada.

Depois que todos esses passos forem dados e concretizados, é necessário registrar a organização. Para tal necessita de encaminhar toda a documentação da ONG para o Cartório do Registro Civil de Pessoas Jurídicas. É nessa altura que paga as taxas associadas ao registro. Deverá também registrar o livro de atas.

Passo a Passo: Abertura da ONG

Para gerir uma ONG, antes de mais nada precisa saber como proceder para a sua abertura de forma correta, evitando alguns problemas futuros. Vejamos um passo a passo bem completo para que consiga realizar um bom trabalho.

Objetivos Sociais – A primeira coisa a fazer depois que se decide criar uma ONG é definir os objetivos sociais da entidade. Estes podem estar ligados a várias áreas, dependendo do carácter da organização. Poderá ser na área educacional, ambiental, na área da saúde, entre tantos outros.

Diretoria e Membros - Depois que os objetivos estiverem traçados, está na hora de escolher um mínimo de 5 pessoas para a diretoria e membros primórdios da entidade.

Objetivos Práticos – É importante também traçar objetivos práticos para a atividade da organização. Aqui incluímos as ações que pretendemos fazer na organização para alcançar os nossos objetivos sociais.

Sede – Uma das coisas mais importantes nessa primeira fase é escolher qual será o local da sede da ONG. Isso porque você vai precisar ter um endereço na hora de fazer o registro do estatuto social.

Estatuto Social – Agora chegou a hora de preencher o estatuto social da ONG. No estatuto deverá incluir o nome, sigla, endereço da sede, o responsável pela entidade, objetivos, sócios (com seus direitos e deveres), como se poderá dissolver a entidade, como se poderão modificar os estatutos da entidade, e para onde irá o patrimônio da organização em caso de dissolução da mesma.

Assembleia Geral – Depois que o estatuto social da entidade está pronto, é importante levá-lo para a Assembleia Geral para discutirem e aprovarem. É nessa assembleia que se elege a diretoria. Tudo o que acontece nessa assembleia deverá ficar registrada na Ata da Fundação. Essa ata deverá ser impressa, ficando com 3 cópias de cada página. Cada uma das cópias deverá ser assinada posteriormente por um advogado.

Depois do estatuto social e da ata devidamente aprovados e assinados, é hora de registrá-los no Cartório.

Assim que a ONG estiver oficialmente criada, é recomendável que se publique o resumo do estatuto social da entidade em Diário Oficial.

GC / CNPJ – Assim que todos os passos anteriores estiverem concluídos, deverá procurar um contador para que ele dê entrada no cadastro da entidade no Ministério da Fazenda e que faça a inscrição estadual. Este passo é fundamental, até porque é isso que lhe possibilita captar recursos para agir. Sem isso também não poderá abrir uma conta, ou alugar um imóvel, por exemplo.

Organização da Sociedade Civil – Deverá também solicitar no Ministério da Justiça a qualificação da entidade como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público.

Manter e Gerir uma ONG

Para gerir uma ONG e mantê-la, é preciso obter recursos. Para isso precisa seguir alguns passos básicos, mas muito importantes.

Secretarias estaduais – Vá na secretaria estadual da área em que a sua organização atua para fazer o registro da organização. Ministérios públicos, secretarias públicas, órgãos federais – Procure todos esses órgãos e faça o registro da entidade. Entidades mantenedoras – estas poderão ser públicas, privadas, brasileiras ou internacionais.

Há 30 anos as ONGs obtinham a maior parte de seus recursos através de fundos internacionais, os quais estavam ajudando fortemente. No entanto, essa conjetura se alterou e as ONGs acabaram por ver esses fundos serem cortados. Foi então que cresceu a necessidade de buscar apoios ao nível nacional.

Atualmente o governo tem várias ações de parceria com ONGs, e por isso as Organizações não Governamentais têm ganho um maior reconhecimento por parte do Estado.

Muito recentemente as empresas também têm criado uma consciência social, sendo que muitas delas assumem a sua responsabilidade social e criam parcerias com ONGs ligadas à sua área de atuação / interesse.

Note que quando falamos de recursos não falamos somente de dinheiro. Uma organização precisa de muito mais que isso. O próprio conhecimento de um empresário pode ser muito útil para gerir uma ONG, e pode ser uma mais-valia.

Se não tem a sorte de ter um parceiro desses, então é bom dar uma olhada nas dicas que passamos a seguir.

Arquivamento e atualização do livro de despesas e receitas

É importante sempre manter arquivado o seu livro de receitas e despesas, mas este deverá estar sempre atualizado.

Para não ter problemas futuros aconselhamos:

  1. Guardar todos os recibos de pagamento, notas fiscais, entre outros, durante 6 anos
  2. Fazer um balanço anual das despesas e das receitas da ONG
  3. Ter uma conta bancária aberta em nome da ONG
  4. ter todos os funcionários da organização devidamente registrados
  5. Contratar um contador que verifique e assine documentos. É importante contratar alguém que seja muito responsável e com registro.
  6. Ter todos os pagamentos de encargos sociais e contribuições em dia
  7. Procurar orientação com o contador no caso de ter voluntários trabalhando na organização
  8. Tirar certidões negativas de Receita Federal, INSS, Receita Federal e FGTS
  9. Nunca misturar as despesas pessoas com as da ONG, incluindo as despesas pessoas dos membros da diretoria
  10. Utilize um Sistema de Gestão para deixar tudo mais seguro e evitar falhas

Divulgação

Ninguém vai ajudar a ONG se não a conhecerem. Por isso mesmo, uma das etapas mais importantes de gerir uma ONG passa por saber divulgá-la. Experimente alguns, ou todos, destes passos.

  1. Faça folhetos de divulgação com informações de sua causa
  2. Faça cartões de visita da ONG
  3. Procure associações de moradores e de bairro para divulgar o trabalho
  4. Faça um site institucional e divulgue nas mídias sociais
  5. Crie vídeo e tire fotos dos projetos e envie para seus associados
  6. Interaja e responda os comentários e e-mails de sua audiência
  7. Faça ações de divulgação como eventos. Não esqueça de divulgar com muita antecedência.
  8. Use a imprensa local a seu favor, divulgue em revistas e rádios.

Deve ter muita atenção na hora de controlar os seus gastos. Deverá prestar muita atenção a todos os gastos, pois é fácil perder o rumo. Consiga o máximo de financiamentos para que tenha uma boa margem de manobra e gerir uma ONG de forma irrepreensível.

Organize Suas Contas Com o Sistema Soma - Comece Grátis


Gostou de nossa matéria? Não se esqueça de compartilhar nas redes sociais e de se inscrever em nossa Newsletter para receber mais matérias como esta e também conteúdos gratuitos sobre empreendedorismo, finanças e marketing. Em caso de dúvidas, críticas ou sugestões, deixe seu comentário logo abaixo.

Michele Bastos bacharel em Administração, gerente na Design Bastos e consultora de vendas na Agência Atena e Sistema Soma. Ama o que faz e procura sempre dar o bom exemplo e motivar os colaboradores.
Últimos posts do autor

Participe e Comente