Boas Práticas Para Aumentar o Sucesso de Sua Empresa

Boas Práticas Para Aumentar o Sucesso de Sua Empresa
Renan Lopes - 21/07/2017

Administrar uma empresa exige conhecimentos sobre diversos detalhes e muita atenção durante todos os processos. Além disso, é preciso que se faça o acompanhamento constante de resultados.

E mesmo que esteja tudo dentro do seu andamento normal, é sempre bom implantar inovações e melhorias para acompanhar a dinâmica do mercado e aumentar o faturamento do negócio.

Para ajudar você a ter cada vez mais sucesso na sua empresa, preparei 10 dicas essenciais e de fácil aplicação para o seu negócio. Aproveite!

1# Entenda e controle seu Fluxo de Caixa

O fluxo de caixa é uma ferramenta clássica e indispensável em qualquer tipo de empresa. O seu conceito é bastante simples, trata-se de um registro de todas as saídas e entradas de recursos financeiros em um período de tempo específico.

É importante que se faça o apontamento de qualquer entrada e saída do caixa, mesmo que sejam muito pequenas ou ocasionadas por um evento raro. Para facilitar esse trabalho, pode-se usar uma planilha comum ou um software online de gestão financeira, que possui a vantagem de gerar relatórios e gráficos.

Controlar essa movimentação financeira é essencial para entender a situação da empresa e também para planejar ou adequar ações futuras, como investimentos em marketing e publicidade, contenção de gastos ou admissões e demissões.

É comum acontecer de empreendedores e administradores terem uma falsa impressão de bons resultados porque observam apenas as entradas isoladamente. Há situações em que os gastos relacionados são tão altos que anulam os saldos positivos, como, por exemplo, recursos usados em promoções de vendas não contabilizados e que ultrapassaram a receita gerada por essas vendas no período promocional.

2# Tome Decisões Baseadas em Dados e Relatórios

Elaborar relatórios vai muito além de uma simples formalidade, é com base nesses documentos que os administradores de um negócio devem aprimorar as suas estratégias.

Os dados constantes em um relatório podem indicar falhas em alguns processos, sucesso em alguns projetos e também servem de base para prever os próximos cenários, de acordo com os dados estatísticos e as tendências identificadas.

Os relatórios também são importantes para que se reavalie os orçamentos de cada setor da empresa. Se uma ação foi bem-sucedida, pode-se investir mais nessa ação ou testar outras semelhantes.

Os cortes de gastos também devem ser avaliados de acordo com os dados apresentados para que não se retire orçamento de uma campanha de marketing que gera resultados ou para não demitir funcionários que fazem muitas vendas, por exemplo.

É importante, também, fazer comparativos por períodos para que se tenha uma projeção de resultados ou para que a empresa se prepare melhor para épocas do ano em que não se tem um bom histórico de vendas.

3# Previna a inadimplência

A inadimplência é um problema enfrentado por todas as empresas que oferecem crédito aos seus clientes, mas, com algumas medidas, é possível reduzir o prejuízo.

Uma ação que deve ser tomada é a automatização de cobranças por e-mail ou SMS, de forma amigável e padronizada, a comunicação usada deve fazer com que os clientes se sintam convidados a quitar as suas dúvidas.

É importante lembrar os devedores sobre as condições dos financiamentos, quais são as vantagens de pagar as parcelas em dia e quais são as consequências geradas por atrasos no pagamento.

Também é vantajoso oferecer um canal de atendimento para dúvidas e facilitar o pagamento, enviando os números dos códigos de barra para que sejam copiados e colados no aplicativo do banco do cliente, por exemplo. Quanto mais fácil for quitar as dívidas e mais cordial a empresa for com o cliente, mais ele se sentirá estimulado a pagar em dia.

4# Dê atenção aos clientes antigos

Vender para um cliente antigo sai mais barato do que fazer a primeira venda para um novo consumidor. Isso acontece porque não é preciso dispensar altos investimentos em publicidade e criar longo relacionamento para um cliente frequente comprar novamente, porque ele já confia na sua marca e já conhece a qualidade oferecida.

Por conta dessa credibilidade já passada a um cliente antigo, as chances de fidelização são maiores. É provável que esse tipo de cliente experimente novos produtos ou serviços da sua empresa, além de repetir a compra feita anteriormente.

Um cliente satisfeito tem grande tendência em se tornar um divulgador da sua marca, indicando os seus produtos para pessoas próximas e compartilhando seu conteúdo e suas promoções nas redes sociais.

Por isso, é essencial dar tratamento especial para clientes recorrentes, fazendo com que se identifiquem com a sua marca e se sintam seguros e confortáveis em comprar no seu site ou estabelecimento.

5# Escute o feedback dos clientes

O mercado é muito dinâmico e o comportamento do consumidor pode apresentar mudanças totalmente inesperadas de forma muito rápida.

Muitas vezes uma solução é desenvolvida após pesquisas de mercado e muitos testes, mas, mesmo assim, pode precisar de ajustes para atender as novas expectativas dos clientes. Por isso, é fundamental que se ouça a opinião de quem já experimentou os seus produtos ou serviços.

Aproveite o momento pós-venda para pedir sugestões de melhoria, opinião sobre funcionalidades e benefícios do que a sua empresa oferece e avalie o atendimento recebido pelos clientes.

Mesmo as críticas mais rigorosas devem ser ouvidas com atenção, porque, mesmo que o cliente esteja perdendo a razão, pode dar sinais de algo deve ser melhorado.

6# Não acumule estoque

É importante manter um estoque para atender prontamente as necessidades dos consumidores e não correr o risco de perder vendas para o concorrente que entrega mais rápido.

O problema está no excesso de mercadorias estocadas, que podem gerar prejuízos e transtornos por conta do baixo giro ou da depreciação.

O ideal é que se faça uma análise sobre o controle de estoque para avaliar as reais necessidades de manter cada item estocado em determinadas quantidades. Geralmente, produtos muito caros, com prazo de validade muito pequeno ou com pouca procura não devem ser estocados e podem ser oferecidos aos clientes por encomenda.

7# Faça publicidade com testes A/B

Fazer uma boa publicidade vai muito além de criar anúncios persuasivos nas melhores mídias para um público bem segmentado.

É preciso, também, realizar testes para monitorar os resultados desses anúncios para que se atinja o público certo com a mensagem certa e para gastar o mínimo de orçamento possível no atingimento da meta.

Os testes A/B consistem em fazer um anúncio A e um anúncio B muito semelhantes, alterando apenas um dos seus elementos. Por exemplo, no anúncio A coloca-se uma imagem com pessoas e no anúncio B copia-se o mesmo texto, mesma segmentação e todos os outros dados, trocando apenas a foto das pessoas por uma imagem com um design abstrato. Dessa forma, sabe-se qual imagem, A ou B, produziu uma resposta melhor do público.

Devem ser testados todos os elementos do anúncio, para que se possa definir o conjunto de elementos ideal para montar o anúncio que dará o melhor resultado.

Ou seja, é preciso que se faça um teste para cada elemento, montando um conjunto de anúncios para cada item (um conjunto mudando a imagem, outro mudando o texto, depois alterando link, um para a chamada para ação, etc), de forma que se possa definir qual é o melhor em cada anúncio (A ou B), a fim de montar um anúncio que contenha o melhor de cada teste, que será, então, o mais otimizado possível.

8# Procure parcerias com empresas que possuem produtos complementares

Uma das boas práticas para aumentar as chances de sucesso de sua empresa, são as parcerias, que podem ser muito vantajosas para todos os envolvidos, para as empresas que podem vender mais unindo forças e para os clientes que podem comprar com alguma vantagem.

Estabelecer parcerias estratégias costuma trazer um salto nas vendas porque se atrai o público de uma empresa que possui produtos ou serviços relacionados aos do seu negócio. O mais interessante, geralmente, é se associar às empresas que possuem produtos complementares.

Por exemplo, uma agência de marketing que oferece todo o serviço de atração de clientes pode trabalhar em parceria com uma empresa de desenvolvimento de sites. Então, as duas organizações juntas oferecem um pacote completo para o cliente divulgar o seu negócio na internet, com site, redes sociais, comunicação, estratégia, etc.

Para o cliente isso é vantajoso porque vai pagar por um pacote e ter um serviço completo, harmonizado e pronto para produzir resultados. Para as empresas também é ótimo porque cada cliente que procurar uma delas, terá o serviço da outra sendo oferecido para o consumidor.

9# Evite dar descontos sempre que possível

Todos sabem que os clientes adoram ganhar um desconto, muitos gostam de negociar para pagar menos sempre, em qualquer situação. Quem não gosta de poder pagar menos?

Mas, é preciso que se tenha cuidado para que os descontos não virem algo típico da cultura da sua empresa. Ou seja, que ela não seja conhecida por ter o diferencial de preço mais baixo apenas.

Você pode oferecer algum desconto em uma situação especial, como uma compra em grandes quantidades ou em um evento promocional, mas tome cuidado para não ter o preço baixo como diferencial.

É preciso que os clientes reconheçam os benefícios de comprar produtos ou serviços da sua empresa, que saibam que estão pagando um preço justo pela qualidade, pelo bom atendimento, pela entrega rápida ou por outras vantagens que você puder oferecer.

Uma estratégia interessante é fazer com que a equipe de vendas consiga vender os benefícios que resolverão o problema de cada cliente, para que ele perceba o valor dessas vantagens que serão obtidas e não o valor monetário do produto.

10# Entenda e melhore o processo de vendas constantemente

O processo de vendas é uma das peças-chave de um negócio, pois o aumento do faturamento da empresa depende dele, principalmente.

Primeiro, é preciso entender e verificar todo o seu processo de vendas em busca de possíveis falhas e pontos de melhoria. Conversar com clientes e vendedores é importante para entender como é feita a comunicação, quais são as demandas mais frequentes e quais são os erros cometidos.

Pesquisar sobre os processos e modelos de venda da concorrência também pode ser uma boa opção para entender o seu público-alvo e extrair boas ideias para implantar na sua empresa. Além disso, é sempre bom ficar de olho nas redes sociais para entender o comportamento desse público.

Desenvolver estratégias com base no marketing digital e na comunicação humanizada também deve fazer parte das melhorias do processo de vendas do seu negócio. É importante oferecer aos clientes um canal fácil de atendimento no qual ele possa tirar dúvidas, estabelecer uma relação de confiança com a empresa e começar o seu processo de compra.

A comunicação deve ser totalmente adaptada ao público e ser feita de maneira menos formal e mais humana, de forma que facilite a identificação desse público e que ele se sinta estimulado a realizar a compra.

Organize Suas Contas Com o Sistema Soma - Comece Grátis


Gostou de nossa matéria? Não se esqueça de compartilhar nas redes sociais e de se inscrever em nossa Newsletter para receber mais matérias como esta e também conteúdos gratuitos sobre empreendedorismo, finanças e marketing. Em caso de dúvidas, críticas ou sugestões, deixe seu comentário logo abaixo.

Tem 29 anos, empresário e formado em Ciência da Computação com pós-graduação em Tecnologias Web e MBA em Gestão de Projetos. Aficionado por tecnologia, empreendedorismo e finanças.
Últimos posts do autor

Participe e Comente